Trajes
Uniformes
Militares
~1820
Uniformes Militares
Rio de Janeiro - ~1820

A influência portuguesa, importara para o Brasil os uniformes militares copiados dos ingleses. Por isso encontramos no Rio de janeiro guardas-marinhas usando, como os ingleses, pequenas barretinas decouro, com pala erguida, orlada de crina preta. Havia igualmente um regimento de milícia formado por negros livres, que usavam pequeno schako (espécie de boné alto, de pêlo, usado pela Guarda Imperial de Napoleão) de pala muito erguida e pontuda, uniforme branco com gola, alamares e vivos vermelhos, talabartes brancos. Esse regimento foi suprimido em 1824, mas o imperador constituiu com eles um corpo de artilharia de fortaleza, comandado por oficiais brancos. Seu uniforme passou a ser azul com vivos vermelhos e cinturão de couro preto envernizado. Usam bonés de polícia de pano azul com vivos vermelhos.

A cavalaria de milícia do interior usa capacete com crina preta; a copa é ornada de lâminas de cobre, modelo inglês ou bávaro. O resto do uniforme, também azul, difere apenas pela cor dos alamares, que são brancos ou vermelhos. A cavalaria de São Paulo usa schako.

A ilustração acima apresenta o uniforme dos primeiros regimentos de granadeiros e caçadores da Guarda Imperial. O terceiro é o da milícia burguesa, reconhecível pelas chapas com as armas do Brasil.
 

Registro de Debret
Volta para Uniformes
Segue
Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil / Jean Baptiste Debret. São Paulo: Círculo do Livro, sem data.
 
Terra Brasileira Volta ao Topo