Adorno: Labrete
Labrete. Kaapór (Urubu)

Plumas: retriz de arara-canga (Ara macao); couro emplumado do alto da cabeça de saíra-beija-flor (Cyanerpes cyaneus); plumas da região da garganta de anambé-azul (Cotinga cayana); retrizes e rêmides de viuvinha (Colonia colonus).

Suporte: base de penas só visíveis pelo avesso, exceto a mencionada retriz de arara.

Outros componentes: látex de maçaranduba.
Comprimento: 24,5 cm. Largura: 15 cm.

Foto: Wagner Souza e Silva

Dotados de rara beleza, os singelos ornatos plumários dos Kaapór primam pela excelência técnica e formal. Mestres nos procedimentos de manufatura relativos à colagem de plumas e couros emplumados, principalmente de passeriformes, utilizam-se de porções de tecidos, liber, folhas secas e penas longas de arara e outras aves como superfície de aplicação.
Este labrete exemplifica a técnica da colagem de plumas em mosaico, observando-se igualmente a tendência à representação figurativa, refletida também nos brincos e em pingentes de colares.




Situando a Plumária / Sonia Ferraro Dorta in A Plumária Indígena Brasileira no Museu de Arqueologia e Etnologia da USP / Sonia Ferraro Dorta e Marília Xavier Cury São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: MAE/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2000.
Volta