Terra Brasileira
..Negros vendedores de leite
Vendedores de Leite
Vendedores de Leite

Todas as manhãs o negociante indica ao escravo a quantidade de leite que lhe é confiada e o produto da venda exigido.
O negro vendedor, embora bronco, ante a nescessidade de calcular a fim de evitar uma correção em caso de engano, não demora em descobrir o meio de conseguir, ilicitamente, um copo de cachaça sem diminuir, entretanto, a importância a que está obrigado; assim é que, no caminho, acrescenta ao leite um copo de água, na presença de seus companheiros e na própria venda em que lhe fornecem a aguardente. Longe de nós a idéia de considerá-lo o inventor dessa pequena fraude! Esta não passa de uma imitação de outra mais importante feita pelo seu senhor: Essa rivalidade prejudicial de interesses recai no infeliz consumidor, obrigado a pagar ainda bem caro uma xícara de leite duplamente batizada.

Um dos carregadores desta prancha mostra um modelo de lata de leite com cadeado; os outros, isentos desse entrave, seguram a pequena medida de zinco que serve para vender o leite e mesmo falsificá-lo.

O antigo emprego da manteiga salgada, importada da Inglaterra e da Holanda, fez com que se negligenciasse a fabricação da manteiga fresca. Esta novidade industrial existe, entretanto, no Brasil, desde a fundação da Colônia Suiça (Nova Friburgo), no distrito de Cantagalo, a quarenta léguas da capital; mas a dificuldade de comunicações priva ainda os habitantes dos produtos desses ativos colonos, que consomem, eles próprios, seus laticínios. Os únicos queijos do país vêm de São Paulo e de Minas Gerais.
Entretanto, com o império, os conhecimentos culinários da Europa foram acolhidos no palácio do soberano, improvisando-se a fabricação da manteiga fresca e dos sorvetes.

O grande número de estrangeiros, duplicando a população do Rio de Janeiro, aumenta consideravelmente o consumo do leite, o qual, em combinação principalmente com o café e o chá, é de uso generalizado e renovado até três vezes por dia em quase todas as casas particulares.
 

Registros de Debret - Início do século XIX no Rioo de Janeiro.
.
Volta p/
Leite
O leite e seus derivados
O Queijo
.
Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil / Jean Baptiste Debret. São Paulo: Círculo do Livro, sem data.